Dicas de Tratamentos

Higiene do ambiente físico para as doenças alérgicas

A higiene do ambiente físico é de grande importância nas doenças alérgicas, especialmente por se tratarem de medidas que visam postergar as manifestações clínicas da doença, ou mesmo minimizá-las. Portanto, independente do tratamento medicamentoso, a higiene ambiental na residência de um alérgico deve ser cuidadosa.

Sabemos que principalmente na faixa pediátrica, a maioria dos portadores de rinite são alérgicos a ácaros da poeira doméstica, alérgenos de animais domésticos e baratas. Os ácaros da poeira domiciliar são animais microscópicos, que vivem dentro dos domicílios, muito próximos ao homem, já que se utilizam das descamações de pele humana como principal fonte alimentar.

Durante 1 noite, descamamos 1 a 2 g de pele, e portanto, o ambiente de escolha para proliferação dos ácaros é a nossa cama: em especial o colchão, travesseiro e roupas de cama. Outros locais importantes seriam estofados, cortinas e carpetes. Desta forma, é fácil estabelecermos prioridades no combate a este inimigo, quais sejam:

1)  Não ter tabagistas em casa!

A fumaça do cigarro é (literalmente) um veneno para os alérgicos!
Se há fumantes em casa, solicite para que eles fumem fora de casa e também para que se lavem antes de pegar, ou encostar na criança! Além do mal exemplo eles estão prejudicando a sua própria saúde e da criança! Você pode conversar com o fumante se ela não quer parar de fumar?! Às vezes, a saúde da criança é um belo estímulo! Existem programas que ajudam aqueles dependentes do tabagismo, que querem  parar! Informe-se!    Lembre-se que não é apenas a fumaça que é prejudicial o cheiro já pode prejudicar seu filho., portanto o ideal é que o tabagismo seja interrompido o mais breve possível para que você ou seu filho possam ter um melhor controle das alergias respiratórias.

2) Eliminar o mofo!

O mofo é outro grande vilão para o controle dos pacientes alérgico.
Para eliminá-lo, podemos lavar as paredes acometidas com cloro, candida ou água sanitária com um pouco de detergente , procedimento que não vai remover as manchas da parede , mas faz com que o fungo morra diminuindo as chances de precipitação de alergia por estes agentes. Conserte prontamente qualquer vazamento que exista. Nunca coloque carpete em chãos de concreto ou úmidos, e evite guardar roupas, papéis e outros ítens em locais úmidos.


Verifique o níveis de umidade relativa de sua casa!           
Humidade relativa do ar é a quantidade de água no ar e varia de acordo com a estação do ano e do local onde você vive. O nível ideal de umidade em sua casa é entre 35 e 50%.
            
Acima de 50% teremos proliferação de fungos e ácaros (2 dos principais agentes envolvidos nas doenças respiratórias) e portanto devemos utilizar desumidificadores.
          
Abaixo de 30% poderá ocorre irritação da vias aéreas sendo muito prejudicial à pacientes portadores de doenças alérgicas, portando nesta situação, estará indicado a utilização de umidificadores. Sempre lembrar que o ideal é ligar o aparelho pouco antes da criança dormir e desligá-lo cerca de 3 horas após.

Como medir a umidade
A melhor maneira de testar os níveis de umidade em sua casa é com um higrômetro. Este dispositivo, que parece um termômetro, mede a quantidade de umidade no ar. Ao comprar um umidificador, considere comprar um com um higrômetro built-in (umidostato) que mantém a umidade dentro de uma faixa saudável.


3) Manter animais fora de casa!

Ao contrário do que se pensa, as pessoas não são alérgicas ao pelo dos animais, mas sim a proteínas encontradas na saliva, na caspa (flocos de pele morta descamada) ou urina. Essas proteínas são carregadas pelo ar como partículas muito pequenas, invisíveis, que pousam no revestimento dos olhos ou nariz, ou mesmo são inaladas diretamente para dentro dos pulmões.

Mantenha os bichinhos no quintal, que assim será mais fácil de manter os alérgenos longe das crianças! . Animais de estimação ideais para crianças são peixes e tartarugas. Caso impossível evitar os animais , eles devem tomar banho, pelo menos, uma vez por semana e não devem de forma alguma permanecer no quarto de dormir.

4) Cuidados em relação ao dormitório e todos os demais ambientes da casa

Controlando os ácaros da poeira:

A poeira doméstica é composta de pequenas partículas de materiais vegetais e animais. Nessa mistura vivem animais microscópicos chamados ácaros da poeira. As fezes desses animais é a causa mais comum da alergia permanente e seus sintomas.
Devemos reduzir os níveis de ácaros através da seguintes medidas:

A) Encape colchões e travesseiros em plásticos fechados por zíper ou com material especial à prova de alérgenos (anti ácaros), encontrado em lojas especializadas.   Exponha o colchão e travesseiro   ao sol  pelo menos  uma vez por  semana.   Recomenda-se limpar o estrado uma vez por mês e a capa

B) As roupas de cama devem ser lavadas semanalmente em água quente (55° C) e deixadas secar num secador de ar quente.

C) Almofadas e travesseiros feitos de material natural como penas, plumas ou algodão devem ser substituídos por outros feitos de material sintético, ou então, envolvidos por material anti-alérgico. O mesmo se aplica para sofás e poltronas que devem ser cobertos com material que não retenha poeria (couro ou similar).

D) Dê preferência a pisos laváveis e cortinas do tipo persianas ou de material que possa ser limpo com pano úmido.

E) Camas e berços não devem ser colocados lateralmente junto à parede ou perto da janela.

F) Evite animais de pelúcia e estantes de livros, revistas  ,caixas de papelão no quarto e plantas naturais ou artifciais no quarto.

G) Substituir cobertor por edredon e lavar cada 15 dias

H) Evite coisas que acumulem pó: tapetes, carpetes, cortinas e almofadões no quarto de dormir. Se os carpetes não puderem ser retirados de imediato, limpá-los 2 x por semana com um aspirador de pó tipo doméstico, tomando-se o cuidado de afastar o paciente alérgico do ambiente por aproximadamente 30 minutos

I) Substitua as roupas de cama que possuam caspa animal nelas em caso de comprovação de alergia à animais que estejam no ambiente. Pode levar semanas ou meses até que os tecidos fiquem realmente limpos dos alérgenos, e os alérgenos de animais podem persistir por um ano ou mais, após a retirada do animal de casa.

Controlando as baratas

As baratas não são apenas um visitante malquisto em casa - uma proteína presente em suas fezes é um fator importante no desencadeamento de crises de rinite, especialmente para crianças que vivem nos bairros mais pobres e densamente povoados das cidades. Para reduzir os sintomas da rinite é importante eliminar as baratas.
Bloqueie os locais por onde as baratas poderiam entrar em casa, incluindo rachaduras, fendas nas paredes, janelas, brechas no chão e móveis de madeira, ralos, etc. As baratas precisam de água para sobreviver e só vivem em ambientes sob alta umidade. Conserte e vede todas as torneiras e canos que estejam vazando. Você também deverá solicitar uma dedetização feita por um profissional, a ser feita quando não houver ninguém da família (nem animais) em casa, para eliminar as baratas que restarem.
As baratas se sentem menos à vontade numa casa limpa e seca. Para evitar que elas retornem, mantenha os alimentos em recipientes bem vedados, e lave (ou leve para fora de casa) os pratos onde os animais de estimação acabaram de comer. Aspire e varra o chão após as refeições, e retire freqüentemente de casa o lixo acumulado. Use na cozinha cestinhas de lixo cobertas.
Lave imediatamente os pratos após seu uso com detergente e água quente; não se esqueça de limpar as áreas debaixo de fogões, geladeiras, forninhos ou tostadeiras, onde se acumulam farelos e migalhas. Limpe regularmente a superfície do fogão e de armários, assim como outras superfícies na cozinha.

Outras medidas úteis:

•    Evite talcos e perfumes, principalmente na forma de spray.
•    Evite banhos extremamente quentes. A temperatura ideal da água é a corporal.
•    Dê preferência à vida ao ar livre. Esportes podem e devem ser praticados.
•    Evite sprays com “cheiros” ou sachês no quarto de dormir..
•    Evite vassouras e espanadores de pó. Passe pano úmido diariamente na    casa e nos móveis antes do uso de aspirador de pó.
•    Evite desinfetantes e produtos de limpeza com odor forte. Dê preferência a pastas e sabões em pó para limpeza de banheiro e cozinha.