Dicas de Tratamentos

Prevenção da Crise de Labirintite

Coma menos e mais vezes durante o dia a cada três horas é o ideal. Assim, você evita o excesso de comida e assegura o aporte contínuo de açúcar e oxigênio para o ouvido interno.

Não exagere no sal e principalmente no açúcar. Esses alimentos interferem no equilíbrio de sódio e potássio nas células, o que provoca um aumento de pressão na região do labirinto.

Não abuse de massas, embutidos, carne vermelha, chocolate e gorduras em geral.

Evite café, chá mate, preto e verde, refrigerantes com cafeína, cigarro e álcool. Eles são considerados agentes desencadeantes da labirintite.

Não tome medicamentos sem orientação médica e quando houver alteração de pressão repentina (barotrauma), como, por exemplo, subir e descer montanhas, andar de avião ou mergulhar.

Não leve uma vida sedentária. Os exercícios estimulam a circulação e o bem-estar de todo organismo. Tente caminhar de trinta a quarenta minutos todos os dias.

Beba muito líquido, no mínimo oito copos de água por dia. Os líquidos estimulam o bom funcionamento dos rins, o que elimina as toxinas acumuladas no corpo.

Fique longe do excesso de barulho e do estresse. A tensão e a ansiedade podem desencadear uma crise.

Trate doenças como hipertensão, hipertireoidismo, alterações hormonais, diabetes e obesidade, que deixam o corpo mais predisposto à labirintite.

Se você estiver apresentando tonturas:

1.    Não leia enquanto viajando de carro, ônibus ou trem.
2.    Não sente olhando para trás.
3.    Evite mudanças bruscas de movimento.
4.    Evite movimentos rápidos com a cabeça (especialmente girar  balançar e extender o pescoço para olhar para cima).