Disfunção de ATM

Critérios de diagnóstico para pesquisa das desordens temporomandibulares rdc / dtm

Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders
Edited by: Samuel F. Dworkin, DDS,PhD and Linda LeResche,ScD

 

Ia. Dor Miofascial: Dor de origem muscular, inclusive dor associada com áreas localizadas de sensibilidade a palpação muscular.

1. Relato de dor na mandíbula, têmporas, face, região pré-auricular, ou dentro do ouvido em repouso ou em função ; mais
2. Dor relatada pelo indivíduo em resposta a palpação de pelo menos três dos 20 seguintes locais musculares (lado direito e esquerdo conta como um lado separado para cada músculo): temporal posterior, temporal medial, temporal anterior, origem do masseter, corpo do masseter, inserção do masseter, região mandibular posterior, região submandibular, área pterigoideo lateral, e tendão do temporal.

Ib. Dor Miofascial com limitação de abertura:

1. Dor miofascial como definida em Ia, mais
2. Abertura mandibular sem auxílio , indolor, de menos que 40mm ; mais
3. Máxima abertura forçada (alongamento passivo) de 5 ou mais mm maior do que a abertura sem auxílio indolor .

Grupo II: Deslocamento de disco

IIa. Deslocamento de disco com redução:

a) Estalido recíproco nas ATMs (estalido tanto em abertura vertical e fechamento que ocorre em um ponto de pelo menos 5 mm maior na distância interincisal na abertura do que no fechamento e é eliminado na abertura protrusiva) reproduzível em 2 dos três ensaios consecutivos ; ou
b) Estalido na ATM tanto no limite de movimento vertical (abertura e fechamento), reproduzível em 3 dos 3 ensaios consecutivos, e estalidos durante excursão lateral ou protrusão, reproduzível em 2 dos 3 ensaios consecutivos.

IIb. Deslocamento de disco sem redução, com limitação de abertura:

1. História de limitação de abertura significante ; mais
2.Máxima abertura sem auxílio < 35 mm ; mais
3. Alongamento passivo aumenta abertura de 4mm ou menos acima da abertura máxima sem auxílio ; mais
4. Excursão contralateral < 7mm e /ou desvio incorreto para o lado ipsilateral na abertura ; mais
5. Tanto: (a) ausência de sons articulares, ou (b) presença de sons articulares não encontrando critérios para deslocamento de disco com redução.


IIc. Deslocamento de disco sem redução, sem limitação da abertura bucal:

1. História de limitação de abertura significante ; mais
2.Máxima abertura sem auxílio > 35 mm ; mais
3.Alongamento passivo aumenta abertura de 5mm ou mais acima da abertura máxima sem auxílio ; mais
4.Excursão contralateral > 7mm ; mais
5.Presença de sons articulares incongruentes com os critérios para  deslocamento de disco com redução.


Grupo III: Artralgia, Artrite, Artrose
IIIa. Artralgia: Dor e sensibilidade na cápsula articular e/ou no revestimento sinovial da ATM.

1. Dor em uma ou ambas articulações (polo lateral e/ou inserção posterior)  à palpação ; mais
2. Um ou mais dos seguintes relatos de dor: dor na região da articulação, dor na articulação durante abertura máxima sem auxílio, dor na articulação durante abertura forçada, dor na articulação durante excursão lateral .
3. Para um diagnóstico de simples artralgia não deve haver creptação


IIIb. Osteoartrite da ATM: Condição inflamatória dentro da articulação que resulta da condição degenerativa das estruturas articulares.

1. Artralgia ; mais
2. Crepitação grosseira  na articulação

IIIc. Osteoartrose da ATM:

1. Ausência de todos os sinais de artralgia, por exemplo, ausência de dor na região da articulação, e ausência de dor na articulação durante a palpação, durante a abertura máxima sem auxílio, e excursões laterais ; mais
2.  Crepitação grosseira na articulação