Dicas Nutricionais

Orientações Dietéticas e Comportamentais para o Tratamento do Refluxo Faringo-Laríngeo

•    Evite ingerir irritantes como álcool, bebidas contendo cafeína (café, chocolate, chocolate quente, refrigerantes do tipo coca-cola e guaraná, chá preto, chá mate e chá verde) e bebidas gasosas.
•    Evite frutas ácidas ou seus sucos (limão, laranja, abacaxi, kiwi, caju, maracujá, goiaba, uva, morango, acerola, banana, jabuticada, pêra, maça, cereja, caqui, pêssego).
•    Evite  produtos à base de tomate e alimentos muito temperados,principalmente com pimenta .
•    Evite leite integral e ingerir com moderação os derivados
•    Para temperar utilizar especialmente ervas finas, evitando molhos prontos, pimenta, alho, cebola, mostarda ou vinagre.
•    Pão sem miolo, evitando sempre o pão de farinha branca como o pão francês;
•    Queijo branco, ricota, evitando os amarelos e gordurosos;
•    As carnes devem ser sempre magras, sem gordura, assadas, grelhadas ou cozidas;
•    Evite lanches gordurosos como massa folhada, kibe, empada, cachorro quente e hamburguer
•    Evite carne de porco, inclusive embutidos como salsicha, linguiça, mortadela, salame, presunto, lombo defumado.
•    Evite alimentos e bebidas aromatizadas natural ou artificialmente com hortelã.  
•     Selecione alimentos fáceis de digerir, como gelatinas, pudins e iogurtes.
•     Evite pepino, couve, manteiga, espinafre, agrião.


Reduza a Freqüência e o Volume do Refluxo  
•     Em vez de comer 3 grandes refeições por dia, tente menores, mais leves e mais freqüentes (cada 2 a 3 horas).  
•    Coma devagar, mastigando bem. Crie o hábito de repousar o garfo no prato entre cada garfada e mastigue a porção por pelo menos 10 vezes.  
•    Beba líquidos uma hora antes ou depois das refeições, e não durante.    
•    Reduza seu peso se estiver acima do limite.  

Mudanças de Estilo de Vida para o refluxo faringo-laríngeo
•    Não deitar logo após as refeições, aguardando no mínimo 2 horas para o repouso. Isto pode ajudar a reduzir a freqüência e o volume do refluxo, e por conseqüência a irritação esofágica.   
•    Temperaturas extremas (muito quente ou muito gelado);
•    Eleve a cabeceira de sua cama cerca de 10 cm
•    Use roupas confortáveis que não apertem a cintura.
•    Evite goma de mascar e fumar após a refeição.