Ouvido

O que causa o zumbido no ouvido?

15% da população mundial sofre de zumbido no ouvido, sendo 28 milhões de pessoas apenas no Brasil.
A maioria dos zumbidos são provenientes de danos terminações microscópicas do nervo auditivo ao nível do ouvido interno. A vitalidade destas terminações nervosas é muito importante para a audição normal, um dano nestas terminações leva freqüentemente a perdas auditivas e zumbido.

Causas:

As causas mais comuns de zumbido Em muitas pessoas, o zumbido é causado por uma destas condições:
Relacionada com a idade da perda auditiva. Para muitas pessoas, a audição piora com a idade, geralmente a perda auditiva inicia-se em torno dos 60 anos. A perda auditiva pode causar zumbido. O termo médico  é  presbiacusia.

A exposição à ruidos em níveis superiores aos tolerados pela orelha interna. Máquinário industrial, motosserras e armas de fogo, são fontes comuns relacionados à perda auditiva. Dispositivos de música portáteis, como tocadores de MP3 ou iPods, também podem causar ruído com perda de audição se utilizado  por longos períodos. O zumbido causado por exposição de curta duração, tais como participar de um show , geralmente desaparece; por outro lado exposição crônica pode causar danos permanentes.

Rolha de cera. Cera protege o canal auditivo, prendendo a sujeira e retardando o crescimento de bactérias. Quando  ocorre impactação de cerumên poderá haver  perda auditiva ou irritação do tímpano, o que pode levar ao zumbido.

Estresse e depressão. Estas condições são frequentemente associadas com zumbido ou podem agravá-lo.
DTM . Disfunção temporomandibular. causa frequente de zumbido severo devendo sempre ser pesquisada.
Alterações metabólicas e hormonais: hipoglicemia, diabetes, intolerância glicose, hipo ou hipertireoidismo.
Outras causas de zumbido Algumas causas do zumbido são menos comuns. Estas incluem:
Doença de Ménière.
Otosclerose. Rigidez dos ossos no ouvido médio , poderá prejudicar sua audição e causar zumbido.
Lesões na cabeça e ferimentos no pescoço. Esses distúrbios neurológicos podem afetar o orelha interna, nervo auditivo ou função do cérebro ligadas à audição. Lesões na cabeça ou no pescoço geralmente causar zumbido em apenas uma orelha.

Neuroma do VIII par craniano. Tumor benigno ,também chamado de schwannoma vestibular, esta condição geralmente provoca zumbido em apenas um ouvido.

Distúrbios dos vasos sanguíneos ligados ao zumbido.

Em casos raros, o zumbido é causada por uma desordem nos vasos sanguíneos. Este tipo de zumbido é chamado de zumbido pulsátil.  São zumbidos nos quais o paciente escutas pulsações sincronizados com o batimento do coração e que podem se alterar com a lateralização do pescoço.

Cabeça e pescoço Um tumor que pressiona os vasos sanguíneos na região de  cabeça e pescoço (neoplasia vascular) pode causar zumbido e outros sintomas.

Aterosclerose Com a idade pode ocorrer a formação de depósitos de colesterol em  grandes vasos sanguíneos próximos à orelha  média e  interna. Devido à capacidade reduzida de expansão com os batimentos cardíaco, o fluxo pode  ficar turbulento, de modo que se torna mais fácil para o seu ouvido  detectar as pulsações. Geralmente você pode ouvir este tipo de zumbido nos dois ouvidos.

A pressão arterial elevada Hipertensão e fatores que aumentam a pressão arterial, como o álcool, stress e cafeína, pode fazer zumbido mais perceptível.

Fluxo sangüíneo turbulento Estenoses em uma artéria do pescoço (artéria carótida) ou veia do seu pescoço (veia jugular) pode causar o fluxo de sangue turbulento, levando a zumbido.
Malformação dos vasos capilares. Uma condição chamada malformação arteriovenosa (MAV), que ocorre nas ligações entre artérias e veias, pode resultar em zumbido. Este tipo de zumbido geralmente ocorre em apenas uma orelha.

Os medicamentos que podem causar zumbido ( ver documento medicações ototóxicas ). Uma grande gama de medicações pode causar zumbido. Geralmente, quanto maior a dose de medicação, pior o zumbido torna-se. Muitas vezes, o ruído indesejado desaparece quando você para de usar essas drogas. Medicamentos conhecidos por causar ou piorar o zumbido incluem:

Antibióticos, incluindo a cloranfenicol, eritromicina, gentamicina, a vancomicina e bleomicina.
Diuréticos  ácido etacrínico, furosemide.
A cloroquina, um medicamento da malaria.
A aspirina e anti inflamatórios tomada em  altas doses

Tratamento

Os pacientes com zumbido crônico severo, isto é, o zumbido que causa sofrimento, necessitam do que chamamos de um tratamento/controle, termo usado para referir-se a quaisquer modalidades conhecidas de terapia que oferecem alivio ao paciente de sintomas que o afligem. São 3 etapas que podem ser realizadas isoladamente ou combinadas.

1. Orientação: O paciente deve estar ciente da causa do zumbido e deste modo evitar preocupações desnecessárias e deste modo facilitar a adesão ao tratamento. Muitas vezes após adequada orientação e esclarecimento o paciente não sente mais a necessidade de proseguir com as outras 2 etapas.

2. Terapia sonora: segundo principio básico da T.R.T. A finalidade é “EVITE O SILÊNCIO” proporcionando um enriquecimento sonoro através de aparelhos eletrônicos colocados no meio ambiente ou diretamente no ouvido do paciente. Existem quatro maneiras de se fazer a terapia sonora.

a) Geradores externos de som: uteis principalmente à noite na hora de dormir, quando o silêncio é maior. Existem CD’s com sons suaves e relaxantes (música, sons da natureza). Os travesseiros com alto-falantes são indicados quando existe a preocupação de incomodar o (a) companheiro (a).

b) Aparelho auditivo: freqüentemente pacientes com zumbido apresentam também perda auditiva. Nestes casos um aparelho auditivo, utilizado para melhorar a audição vai fazer o enriquecimento sonoro pela percepção de novos sons que antes não eram ouvidos.

c) Geradores de som: esteticamente semelhantes aos aparelhos auditivos. A intensidade do som que eles emitem diretamente no canal do ouvido, deve ser regulado em intensidade menor do que a do zumbido, evitando-se mascará-lo, para seguir o preceito determinado pela TRT, a habituação .

d) Gerador de som acoplado ao aparelho auditivo: são sistemas combinados usados nos casos de perdas auditivas significativas e zumbido. O tratamento TRT induz à habituação ao som do zumbido e isso ocorre a partir do momento em que o som não provoca nenhuma reação importante ou sentimentos negativos no paciente. Trata-se de tratamento longo (18 a 24 meses).


3) Terapia Medicamentosa: a medicação e individualizada de acordo com a causa do zumbido. Alguns zumbidos serão curados e outros controlados.

Outros métodos de tratamentos:

Estimulação elétrica transcrânicana
Acupuntura

Observação: Todo e qualquer tipo de zumbido que sentir no seu ouvido pode ser um sinal de alerta.